Como Lido Com Os Dias Não

Hoje é um daqueles dias não. Quando os nervos apertam, a memória falha-me e exalto-me por tudo e por nada.
Tento desesperadamente encontrar algo que me acalme e me coloque no meu mood pacífico habitual. Geralmente – para fugir ao sempre – é uma música.
Uma que me faça sentido e que a sinta. Daquelas que tocam vezes sem conta na cabeça. Daquelas que cantarolamos sem nos lembrarmos da letra.
Tiradas a ferro, as palavras começam a surgir e encontram o seu lugar na construção frásica à qual pertencem. E encontro-a.
Nem sempre a letra faz jus ao meu estado de espírito, por vezes é apenas mesmo o ritmo. É tonto eu sei, mas é a única coisa que me faz sentir bem novamente, compreendida.
Hoje este meu processo – que já tão bem o conheço em mim – era com a nova música da Buika com o meu querido Jason Mraz, um dos meus cantores favoritos: “Carry Your Own Weight“.
 Há já uns dias que ando para ouvi-la pois tanto a letra como a música são bastante intensos e não há como ficar indiferente.
São duas vozes muito diferentes e que resultam num equilíbrio musical compreensível. Hoje esta é a música que me acalma. Não sei se é o ritmo, se a voz tribal e profunda da Buika, a voz serena do Jason, ou a repetida frase “At the end of the day you got to carry your own weight“.
Porque é isso mesmo. No fim do dia, temo-nos a nós mesmos e isso tem de ser suficiente. Ao final do dia, temos que saber lidar com os momentos menos bons e encontrar o caminho que temos que percorrer. Com uns passos mais pesados que outros, mas caminhando. A letra é absolutamente fabulosa, encaixa-me na perfeição, deixa-me calma e a pensar.
Estou a ouvi-la tal como toca na minha cabeça: em círculos. E hoje é assim.

Vou deixá-la aqui para quem ainda não a conhece. 🙂

 

A música é a minha técnica. Qual é a vossa?

Kiss kiss, Sofi ♡

Leave A Reply

Navigate